5 dicas para realizar cálculos jurídicos com precisão e segurança

5 dicas para realizar cálculos jurídicos com precisão e segurança

Os cálculos jurídicos e trabalhistas não precisam mais ser uma dor de cabeça para os profissionais que não têm formação em áreas contábeis ou financeiras. Advogados e administradores também podem produzir cálculos trabalhistas com confiabilidade e tranquilidade. Para isso, neste post vamos apresentar 5 dicas preciosas para gerar cálculos jurídicos com precisão e segurança.

  1. CONHEÇA OS DIREITOS TRABALHISTAS

Para produzir os cálculos jurídicos é fundamental conhecer os direitos trabalhistas, uma vez que essas contas demandam uma interpretação precisa dos processos. Conhecer as leis reduz as chances de erros.

  1. TENHA ACESSO AOS DOCUMENTOS DO RH

É imprescindível que as empresas arquivem todos os dados sobre os empregados e atualizem constantemente essas informações. Além disso, a consulta a esses dados precisa estar ao alcance do departamento jurídico, porque lá constam itens importantes para a realização dos cálculos, como evolução salarial, ficha financeira, controles de afastamento e férias, controle de horário de trabalho tais como ponto eletrônico ou manual, evolução de carreira, entre outros.

  1. CRIE UM MANUAL DE CÁLCULOS DA EMPRESA

Criar um manual de critérios de cálculos adequado à realidade da empresa é importante para a orientação dos procedimentos mais eficientes para a produção dos cálculos jurídicos.

  1. CONTRATE UM SOFTWARE DE CÁLCULOS

Os softwares de cálculo trabalhistas podem fazer os cálculos por você, com toda a precisão e segurança que sua empresa precisa. O SCTR Web, por exemplo, é responsável pela apuração de quaisquer verbas trabalhistas, como horas extras, insalubridade, periculosidade, reintegração, diferenças salariais, aviso prévio, férias, DSR, 13º salário, entre outros.

O sistema é online e pode ser acessado de dispositivo que tenha conexão com a internet, além de possuir suporte técnico e operacional. Para produzir os cálculos na ferramenta, o advogado precisa apenas interpretar os dados do processo e colocá-los no SCTR Web, que, com base na análise dos pedidos ou da sentença proferida, é capaz de executar uma ampla gama de apurações de valores devidos em processos trabalhistas.

  1. FIQUE ATENTO AOS DETALHES DOS PROCESSOS

O advogado precisa ter atenção total na análise dos pedidos dos processos e decisões das sentenças e acórdãos, identificando aquilo que foi deferido. O segredo está em interpretar as decisões deferidas e introduzi-las na ferramenta de cálculo, dentro dos períodos corretos.

As principais informações que o advogado precisa ter e estar atento são: dados da reclamada, dados do reclamante (cartões de ponto, data de admissão e demissão, datas de afastamentos e férias, ficha financeira, evolução salarial, entre outros), dados do processo (número de processo, data de distribuição, cara, comarca), e as peças processuais (petição inicial, sentenças, acórdãos, etc.).

É importante ressaltar que os profissionais de direito e de RH não precisam ter outra formação para gerar os cálculos trabalhistas. Basta apenas que sejam treinados para o uso do software. A Macdata oferece um treinamento de quatro horas de duração, de fácil entendimento, além de disponibilizar um suporte técnico.

Nesse ebook, falamos um pouco mais sobre os processos trabalhistas e explicamos quais os riscos de fazer uma gestão baseada apenas em estimativas, sem a precisão de cálculos bem executados.


Deixe uma resposta

Fechar Menu